Discernimento de Revelações Particulares: alguns conselhos práticos

Para as pessoas que acompanham ou estão ao redor do confidente, sobretudo para o padre espiritual

1- Não deixar-se levar por uma admiração que conduz a exaltar a pessoa do confidente.

Toda palavra, gesto, sinal de apreciação que procura enaltecer o confidente pode ser prejudicial, porque o coloca numa posição de destaque e começa a despertar nele uma atitude de ser alguém especial, início fácil de orgulho espiritual e de auto-suficiência.

2- Fazer perceber ao confidente como é fácil se iludir e por isso deve ficar desconfiado.

Cria-se, sem perceber, muita dependência das pessoas que estão ao redor da figura do confidente, vendo nele alguém privilegiado, que, sendo protegido do alto, não seria sujeito a erro, a defeitos ou a falsas ilusões. Quantas vezes podemos ser tentados sob aparência de bem, trocando assim, por algo de bom, escolhas erradas ou que não correspondem à vontade de Deus.

O confidente continua sendo ele mesmo, com a sua personalidade, a sua psique, a sua mentalidade e maneira de pensar e de ver as coisas, condicionado pela sua cultura e pelo ambiente em que vive.

3- No começo dos fatos, o confidente deve aprender a saber rejeitar estas coisas, mais do que acolhê-las. É o conselho que dá São João da Cruz, que aconselha a resistir a estas coisas porque, se são ilusão, não vai cair nelas e se de verdade são de Deus, não há como opor resistência. Mas por parte dele deve ter uma atitude de resistência sempre.

4- O padre espiritual, o bispo e as pessoas chamadas a interessar-se no caso, devem atuar sempre com compreensão e doçura para evitar que o confidente se feche em si e, por falta de confiança, deixe de se abrir. Saber acolher o confidente não significa de maneira alguma já reconhecer e aprovar tal revelação particular, mas oferecer-lhe aquela confiança de que precisa para poder manifestar sem medo o que se passa em sua vida.

Artigo publicado no Fio Condutor
Informativo do Movimento Carismático de Assis nº 58
junho 2003

Compartilhe: