Nossa Senhora de Soufanieh - Damasco, Síria

"Vai a anuncia ao mundo inteiro e diz sem medo que trabalhem pela unidade" (1)

Foi em Novembro de 1982, quando Myrna rezava junto de um familiar doente, que as suas mãos se cobriram de óleo. Alguns dias mais tarde, também uma estampa reproduzindo o ícone de Nossa Senhora de Kazan começou a exsudar o mesmo óleo.

Para esta jovem recém casada de 18 anos, humilde, de educação cristã, residente em Soufanieh, (um antigo bairro da cidade de Damasco – Síria) era demasiado surpreendente e inexplicável o que lhe estava a acontecer.

Assim, juntamente com os pais (pai católico, mãe ortodoxa) e o marido Nicolas, ortodoxo e bastante mais velho do que ela, decidiu guardar segredo do que dificilmente conseguiria explicar.

Porém, desceu até ela uma Voz Feminina que lhe disse: "Não temas. Eu estou contigo. Abri as portas e deixai que todos vejam". A partir desse instante as portas de sua casa mantiveram-se abertas e foram muitas as pessoas que começaram a orar junto do ícone.

Cinco espécies de fenômenos se observaram, desde então em Soufanieh: - exsudações de óleo a partir de reproduções do ícone (contam-se mais de mil reproduções) e do corpo de Myrna (nas mãos e no rosto, em diversas ocasiões, sobretudo no período das festas cristãs mais significativas) - aparições da Virgem, êxtases, estigmas e mensagens.

Após terem sido realizadas análises em laboratórios de vários países, os resultados são unânimes e irrefutáveis: trata-se de azeite 100% puro que, em circunstância alguma, poderia ser produzido pelo corpo humano ou pelo papel.

(Foto: Casa de Myrna Nazzour)

As aparições da Virgem foram em número de cinco, nos primeiros quatro meses, sempre no terraço da casa. A partir de 28 de Novembro de 1983, Myrna teve trinta e três êxtases, tendo-lhe aparecido Jesus e a Virgem.

Recebeu os estigmas pela primeira vez, no dia 25 de Novembro de 1983, uma sexta-feira e ainda mais três vezes nos anos de 1984, 1987 e 1990, coincidindo sempre com a simultaneidade da Semana Santa das Igrejas Católica e Ortodoxa.

A mensagem de Soufanieh releva a necessidade da Unidade da Igreja e a importância da família (será pertinente relembrar que estas manifestações se revelam no seio de uma família cristã "mista").

O fenômeno é, desde o início, acompanhado pelos padres católicos Elias Zahlaoui e José Malouli (Lazarista), este último conhecido pelo seu cepticismo em relação a manifestações deste tipo.

O próprio Núncio local encara os acontecimentos de forma muito positiva e, sempre que Myrna se desloca em missão, fá-lo com o seu conhecimento, fazendo-se acompanhar do padre Elias Zahlaoui ou do padre Paul Fadel.

Em Dezembro de 1982, a Igreja Ortodoxa (grega) considerou o ícone miraculoso e, no Congresso Teológico de Munster, em 1991, foi realizado um estudo das mensagens tendo-se concluído que estas se revelavam consonantes com os ensinamentos da Igreja e dos Santos Evangelhos, adaptadas ao nosso tempo e circunstâncias.

"Não escolhas o caminho porque Eu já to tracei" diz Cristo a 10 de Outubro de 1988.

O caminho trilhado por Myrna, desde então, é aquele que é traçado pela Mão do Pai e, é Esse caminho que a traz até nós, numa atitude simultânea de caminhante e de mensageira da Unidade, do Amor e da Fé, instrumento de Cristo Vivo entre os Seus filhos e que permanecerá em nós para sempre.

"Meus filhos, vós ensinareis às gerações as palavras de unidade, de amor e de fé. Eu estou convosco". (2)

(1) Mensagem de Cristo em 26 de Novembro de 1987.
(2) Mensagem de Cristo em 14 de Abril de 1990.

Segunda aparição - Primeira mensagem.

Sábado 18 de Dezembro de 1982 – 23h37 - Virgem Maria

"Meus filhos,
Lembrai-vos de Deus: Deus está conosco.
Conheceis tudo e não conheceis nada.
O vosso conhecimento é imperfeito.
Mas virá o dia em que conhecereis todas as coisas como Deus Me conhece.
Fazei o bem a quem faz o mal. E não prejudiqueis ninguém.
Dei-vos mais óleo do que pedistes,
e vou dar-vos algo bem mais forte que o óleo.
Arrependei-vos e acreditai, e lembrai-vos de Mim na vossa alegria.
Anunciai o Meu Filho, o Emanuel.
Quem O anuncia está salvo, e quem não O anuncia , é vã a sua fé.
Amai-vos uns aos outros.
Não peço dinheiro para as igrejas nem para distribuir pelos pobres.
Peço o Amor.
Os que dão dinheiro aos pobres e às igrejas, sem ter amor, nada são.
Visitarei mais os lares(3),
porque os que vão à igreja, nem sempre vão para rezar.
Não peço que Me construam uma igreja, peço um lugar de oração(4).
Dai.
Não deixeis de ajudar nenhum dos que vos pedem auxílio".

(3) Quando numerosas imagens do ícone de Soufanieh começaram a deitar óleo, tanto em lares cristãos como muçulmanos de Damasco e depois um pouco por todo o mundo, tornou-se bem evidente que a Virgem começava a visitar as nossas casas de forma tangível.
(4) Mais tarde, durante um êxtase, a Mãe recomendou que, à entrada exterior da casa, se colocasse um ícone. Junto do ícone há uma pequena lâmpada acesa dia e noite. Freqüentemente, as pessoas que passam em frente à casa, param para rezar, e, por vezes, sobretudo à noite quando a porta está fechada, chegam mesmo a ajoelhar no passeio. A residência dos Nazzour é conhecida por "A casa da Virgem".

Terceira aparição - Segunda mensagem.

Sábado 8 de Janeiro de 1983 – 23h37 - Virgem Maria

A Virgem chorava.
Ela disse a Myrna:

"Não há-de ser nada"(5).

Myrna também chorava e clamava:
"A Virgem chora".
A Virgem retirou-Se e, antes de desaparecer, sorriu docemente.

(5) Em árabe: Maa’lèche. Maa’lèche é uma palavra que os árabes usam muito. Se se pergunta a alguém em dificuldade: - "Como vai isso?" -"Maa’lèche". Quer dizer: "isto passa", "não há-de ser nada". A Virgem disse isto na véspera da transferência do ícone para a igreja ortodoxa de Santa Cruz (Não há-de ser nada, eu perdôo).

Quarta aparição - Terceira mensagem.

Segunda-feira 21 de Fevereiro de 1983-21h30 - Virgem Maria

"Meus filhos
Seja dito entre nós: Eu voltei aqui.
Não insulteis os orgulhosos que são desprovidos de humildade.
O humilde tem sede das críticas dos outros,
para se corrigir dos seus defeitos,
enquanto que o orgulhoso corrompido as despreza,
se revolta, se torna hostil.
O perdão é a melhor coisa.
Aquele que pretende mostrar-se caritativo diante dos homens,
é impuro diante de Deus.
Faço-vos um pedido,
gravareis na vossa memória uma palavra que repetireis sempre:
"Deus salva-me, Jesus ilumina-me, o Espírito Santo é
a minha vida, por isso nada temo",
não é assim, meu filho José(6)?
Suportai e perdoai.
Suportareis bastante menos do que suportou o Pai."

(6) José é o nome próprio do Padre Malouli. As pessoas não o sabiam. Então o Padre Malouli, mostrando o seu Bilhete de Identidade, confessou que acabara de orar pedindo o Dom do discernimento. A partir daí, o Padre Malouli, por temperamento e por formação alérgico a todo o tipo de visões, tornou-se um apoiador incondicional de Soufanieh.

Quinta aparição - Quarta mensagem.

Quinta-feira 24 de Março de 1983 – 21h30 - Virgem Maria

"Meus filhos,
a Minha missão terminou.
Nessa noite o anjo disse-me:
"Tu és bendita entre as mulheres".
E Eu apenas pude responder: "Eis a escrava do Senhor".
Estou contente.
Eu não tenho o mérito de dizer-vos: os vossos pecados estão perdoados.
Mas o Meu Deus disse-o.
Fundai uma igreja.
Eu não disse: construí uma igreja.
A Igreja que Jesus adotou , é uma Igreja Una, porque Jesus é Um.
A Igreja é o Reino dos Céus sobre a Terra.
Quem a dividiu pecou, e quem se regozijou com a sua divisão, pecou.
Jesus edificou-a: era pequenina.
E, quando cresceu, dividiu-se.
Quem a dividiu não tem em si o Amor.
Reuni.
Digo-vos: rezai, rezai e rezai.
Como são belos os Meus filhos, de joelhos, implorando!
Não tenhais medo: Eu estou convosco
Não vos dividais como estão divididos os grandes.
Vós ensinareis às gerações as palavras de unidade, de amor e de fé.
Rezai pelos habitantes da terra e do céu".

Mensagem de Cristo a Myrna na Quinta-feira da Ascensão
31 de Maio de 1984

"Minha filha,
Eu sou o Princípio e o Fim.
Eu sou a Verdade, a Liberdade e a Paz.
Dou-vos a Minha Paz.
Que a tua paz não repouse na língua dos homens, quer digam bem quer mal,
e pensa mal de ti própria.
O que não procura a aprovação dos homens e não receia a sua desaprovação, goza da verdadeira paz.
E isso realiza-se em Mim.
Vive a tua vida , doce e independente.
Que os trabalhos empreendidos para Mim não te cansem.
Melhor, rejubila.
Eu sou capaz de te recompensar.
As tuas fadigas não se prolongarão, e as tuas dores não perdurarão.
Ora com adoração, porque a Vida eterna merece estes sofrimentos.
Ora para que se realize em ti a vontade de Deus, e diz:
"Bem-Amado Jesus,
concede-me que repouse em Ti, sobre todas as coisas,
sobre toda a criatura,
sobre todos os Teus anjos,
sobre todo o elogio, sobre toda a alegria e exultação
sobre toda a glória e dignidade,
sobre todo o exército celeste, porque só Tu és o
Altíssimo.
Só Tu és Poderoso e Bom acima de tudo.
Vem a mim e consola-me e quebra as minhas cadeias,
e concede-me a liberdade.
Porque sem Ti a minha alegria é incompleta.
Sem Ti a minha mesa está vazia".
Então Eu virei dizer-te: "Eis-Me aqui, porque Me convidaste"."

Mensagem de Cristo na noite de 14 para 15 de Agosto de 1987

"Minha filha,
é Ela a Minha Mãe, da qual Eu nasci.
Quem A honra, honra-Me.
Quem A renega, renega-Me.
E quem Lhe pede obtém, porque Ela é a Minha Mãe".


Mensagem de Cristo a 14 de Agosto de 1988 (Los Angeles, E.U.A.)

"Meus filhos,
dei-vos a Minha paz, mas vós que Me destes?
Vós sois a Minha Igreja e o vosso coração pertence-Me,
a não ser que esse coração possua um outro deus além de Mim.
Em verdade Eu disse: a Igreja é o Reino dos Céus sobre a Terra,
quem a dividiu pecou e quem se alegrou com a sua divisão verdadeiramente pecou.
É-Me mais fácil que um descrente creia em Mim do que aqueles que pretendem ter fé e caridade e que juram pelo Meu nome.
Só em Deus deveis pôr a vossa confiança.
Rezai pelos pecadores que perdoam em Meu nome e pelos que renegam a Minha Mãe.
Meus filhos, dei-vos todo o Meu tempo, dai-Me uma parte do vosso."

Mensagem da Virgem no 7 º aniversário do fenômeno, Domingo, 26 de Novembro de 1989

"Meus filhos, Jesus disse a Pedro: tu és a pedra e, sobre ela,
edificarei a Minha Igreja.
Agora Eu digo-vos: vós sois o coração no qual Jesus edificará a Sua unicidade.
Quero que, a partir de agora,
consagreis as vossas preces pela paz até à comemoração da Ressurreição".

Mensagem de Cristo, Sábado Santo, 14 de Abril de 1990

"Meus filhos, vós ensinareis às gerações as palavras de unidade, de amor e de fé. Eu estou convosco.
Mas tu, Minha filha,
tu não voltarás a ouvir a Minha voz até que a festa (da Páscoa) seja unificada".

(Foto: Ícone de Nossa Senhora de Kazan, vertendo óleo)

Resumo do fenômeno de Soufanieh



Site oficial: http://www.soufanieh.com/
Em português: http://www.soufanieh.com/menubresil.htm

Documentário com vídeos: http://www.catholicdigitalstudio.com/miracleofdamascus.htm


Obs.: Apesar do acompanhamento dos fatos por parte da Igreja Ortodoxa e da Igreja Católica, encontramos algumas opiniões contrárias à autenticidade dos fenômenos acontecidos com Myrna Nazzour após o ano 2000.
Revelações particulares são sujeitas a interferências da pessoa, e podem acontecer alguns problemas ao longo do tempo (por isso as aparições são tão analisadas e estudadas antes de uma palavra definitiva da Igreja).
Considerando os frutos iniciais e que ainda acontecem, bem como os cuidados que se deve ter com relação a todo fenômeno ainda em curso, vale a orientação de São Paulo: Provai tudo, retende o que for bom.

Compartilhe: